55 3744 4413
55 3744 2608
entre em contato
Frederico Westphalen recebe unidade avançada da JFRS

      A Justiça Federal do RS (JFRS) instalou hoje (22/5), em Frederico Westphalen, mais uma Unidade Avançada de Atendimento (UAA). A solenidade de inauguração, realizada no Plenário da Câmara de Vereadores, foi conduzida pelo do juiz federal Eduardo Tonetto Picarelli, diretor do Foro da Justiça Federal do RS (JFRS) e contou com as presenças dos juízes federais Alcides Vettorazzi, diretor do Foro da JF em Santa Catarina, e Rodrigo Machado Coutinho, diretor do Foro da JF de Palmeira e titular da nova vara. Também participaram da cerimônia o diretor do Fórum da Justiça Estadual, juiz de Direito José Luiz Leal Vieira; o prefeito Roberto Felin Junior; o presidente da Câmara de Vereadores, Diogo Duarte; e o presidente da seccional da OAB, Marcos Roberto Forqueszato.

      No final da cerimônia, o diretor do Foro da JFRS, juiz federal Eduardo Picarelli, justificou a escolha por Frederico Westphalen para ser sede da mais nova UAA. “A necessidade de facilitar o acesso ao cidadão, somada à importância política e econômica do município, é que levou a Justiça Federal a instalar essa unidade no município. São pequenos passos que representam um grande avanço na melhoria da prestação jurisdicional”, concluiu.
      A nova Unidade Avançada amplia a rede de atendimento da Justiça Federal na região norte do RS e terá jurisdição sobre os municípios que integram a Comarca de Frederico Westphalen, ou seja, Caiçara, Frederico Westphalen, Palmitinho, Pinheirinho do Vale, Taquaruçu do Sul, Vicente Dutra e Vista Alegre e Iraí.

      Vinculada à recém instalada Subseção Judiciária de Palmeira das Missões, a UAA de Frederico Westphalen julgará as ações previdenciárias, todos os casos de competência dos Juizados Especiais Federais e os processos de execução fiscal que antes tramitavam na Justiça Estadual.

      A nova estrutura realizará os atendimentos que envolvam a presença das partes, como a emissão de certidões, a realização de audiências, perícias médicas, atendimento ao público em geral, cadastramento de partes e advogados no processo eletrônico e qualquer ato processual que exija a atuação local de juiz ou servidor da Justiça Federal.

 

      FONTE: Imprensa TRF4